27.6.07

Duas semanas...

Duas semanas, Hibari ligou apenas uma vez, e rápido. Hanna deve estar conversando com o homem do paletó negro numa noite morna. Dimitri teve aqui de manhã, me acordou, o sacana. Sábado e o filhodaputa tecla meu interfone às nove da manhã.

-dormindo ainda, Duda?

-não, tava costurando minha fantasia pro carnaval do ano que vem.

-posso subir?

-se eu não deixar você vai embora?

-não.

-então sobe.

Abri a porta e fui na cozinha fazer um café, mas desisti. Enchi um copo com água e fiquei sentado no chão olhando o teto. Dimi entrou, veio até a cozinha, acendeu um cigarro perguntando ao mesmo tempo se podia fumar, nem me dignei a responder. Ele sentou num banquinho e ficou me olhando com cara de sambista em início de roda de samba, o chapéu imitando panamá e a camisa branca meio aberta ajudavam na caracterização, ficou ali me olhando com um meio sorriso. Quebrei o silêncio.

-bicho, são nove e vinte. Cê não dorme não?

-durmo, mas é que faço parte da malandragem sindicalizada. A gente abusa do horário e faz farra durante a semana, mas no fim-de-semana a gente tem trampo, amanhece na rua e não dorme... é assim que a gente encontra contatos importantes, realiza negociações paralelas ao... digamos... fluxo mercantil formalizado! Fui mostrar um terreno prum cara sete da matina, o sujeito é aposentado, mas gosta de acordar cedo. Se sair negócio garanto o buteco do mês. E eu levo jeito pra corretagem, hein? Tenho futuro nessa carreira.

-carreira, Dimi... eu sei pra quais carreiras você leva jeito, brother...

-essas também.

Dimitri era um malandro ex-leninista, ex-trotskista, ex-maoísta, que curtia uma de seguidor de Rosa Luxemburgo nos botecos e tinha o desejo pragmático de compor a "terceira via" vez ou outra, esse desejo sempre vinha quando ele estava sem grana e queria ocupar um cargo comissionado no governo, qualquer governo. Mas ele não precisava de muito dinheiro para viver, era amparado por duas mulheres: uma "amiga" e uma tia. Morava com a tia que preparava Nescal gelado todas as tardes antes dele sair em direção à universidade em cujas salas de aula ele pouco chegava, fazia filosofia há uns dez anos, no mínimo. Na amiga o malandro passava na entressafra de mulheres, saía de lá sempre com algum para a cerveja e o ônibus.

Dimi me chamou para sair, ir na Vila Rubim beber umas. Eu tava mal humorado, aliás estou sempre mal humorado sábado de manhã. Saí assim mesmo, pensando por que eu andava com esse tipo de gente, mas dando uma olhada no visual do cara, vendo a paixão que o sujeito tinha pela vida, respondi minha pergunta... Não suporto gente parecida comigo, detesto burocracias e burocratas. Dimi não tinha vocação para a burocracia, seu desejo de ocupar cargos em governos vinha do desejo de ter um emprego ao invés de um trabalho, nada mais.

-mas a gente vai à pé, Dimi?

-caminhar alonga a vida, bandido.

-já tou preparado pra morte, porra.

A gente caminhava em silêncio, da minha casa na rua Sete até a Vila demoravam aproximadamente vinte minutos em passo suave. O sol estava agradável. Eu pensava em minha cama ainda. Um cão vagabundo andava pela calçada, já devia ter dado muito drible em carrocinha, mas não se assuntou comigo e com Dimi, sentiu-se irmanado, até voltou e seguiu um pouco nossos passos, mas desistiu quando viu que íamos para o lugar que ele acabara de deixar. "Leva pra você", brincou Dimitri.

-não, tá melhor na rua... Mas se eu levasse daria a ele o nome de Augusto, o cão da meia-noite... homenagem a Marcos Rey.

Seguimos calados, eu já me acostumava com a idéia de ter acordado cedo no sábado. O mercado da Vila Rubim estava cheio, as ervas, temperos, lixo, tudo entrava pelas narinas deixando um aroma único, cheiro de vida, de realidade... paramos numa banca e compramos amendoins na casca, depois pedimos cerveja num boteco, chegou estupidamente gelada, a primeira refeição do dia, amendoins frescos e cerveja. Dimi começou um discurso a respeito dos benefícios do amendoim e sua aplicação culinária, citou Gilberto Freire e Câmara Cascudo, ele sempre citava os dois quando falava de comida. Depois me perguntou sobre a vida e as mulheres.

-dá para separar?

-como?

-dá para separar as duas coisas, vida e mulheres? Na minha vida não, Dimi.

-é. Você tá meio derrubadão. Duda Bandit chega à decadência.

- tão na cara assim?

-uhum...

Aquilo me alertou. Eu sabia que tava meio murcho, as meninas no fórum comentavam que meu sorriso tava meio triste, mas até aquela hora as coisas não estavam tão claras assim, ao menos para mim. Minha primeira reação foi o ataque:

-vai pra porra, Dimi. Eu penso em mulher no sentido coletivo, uma ou duas não são capazes de causar danos consideráveis na minha carapaça. E eu tô muito bem, falou... decadência!... tenho desprezado mulher, bicho.

-então é mais grave. O velho Bandit desprezando as molecas é sinal de degeneração dos tempos, da classe dos ordinários.

Dimitri começou a rir. Eu achei que tava na hora de tentar me abrir, mas nem eu sabia ao certo o que sentia. Fui devagar, escolhendo as palavras.

-você tá rindo, cara... Mas agora vou falar sério – dei uma golada na cerveja para ganhar tempo e prossegui –, eu tenho estado sem ânimo mesmo... Sem paciência para ouvir papo de menina, sem aquela garra que eu tinha para ir atrás de um rabo-de-saia onde quer que ele estivesse... e tenho tido ciúme, é pode rir, tenho tido ciúme da Hanna com o babaca que ela arranjou, tenho tido raiva da Hibari porque ela não vem embora de Belo Horizonte... e tenho tido pena de mim, cara... autopiedade, já pensou nisso?... tem hora que dá uma vontade de chorar, uma coisa meio louca de vagar pela casa buscando algo para fazer e não achando nada interessante, e aí pego o capacete para rodar pela cidade e fico sentado com ele no sofá vendo novela, desanimo de sair... Eu ainda chego às vias de fato, irmão. Eu tô quase chorando por solidão, a mesma que me foi tão grata no passado.

-eu choro.

-porra, mas você chora até em final de brasileirão, Dimi. Eu não, sempre fui mais árido pra isso. Mas ainda não chorei, só estou compartilhando uma preocupação. Se a coisa continuar assim...

-vai passar...

-passa sim, mas você não conhece aquela do Millor? “Átila também passava. E todos vocês sabem o que acontecia com a grama”. E tem mais, rolo compressor também passa, furacão, mas e o que sobra é suficiente, cara?

-ih!... vamos pedir mais uma. O mano véio tá precisando encher a cara. Vamos conversar sobre O banquete de Platão.

-vão!... Começa com você...

Ficamos ali, eu e Dimi. Falando sobre o mito de surgimento do amor misturando Platão, Ovídio, Santo Agostinho, Shopenhauer, Nietszche e Barthes. Um papo sem metodologia, mesclando conceitos, sem culpa, atribuindo citações nossas a algum filósofo para dar mais peso à argumentação... foi uma bela manhã de sábado que se estendeu até o fim da tarde. Dimi foi direto pra casa da "amiga" trepar e dormir... eu fiquei vagando pelo centro, bêbado de filosofia e cerveja...

48 Comments:

Anonymous Helena Oliveira said...

Duda Bandit. Esse é teu nome.

Nunca o vi mas me senti como "Hibari", dessa vez presa em Belo Horizonte pra sempre.Mesmo apaixonada pelo Rio de Janeiro.Mas ainda temos um ponto comum: As manhãs de sábado.Sao sempre iguais.Quando não, super diferentes. Uma merda! Um sono. Alguma ressaca. (pior quando é moral).

Adorei o blog. Mas, ainda mais, seu comentário doce. Nunca me prendi num texto tão grande via internet.Parabéns! Continue usando as palavras assim...
Voltarei, sempre e espero você.

p.s: Da próxima vez eu gostaria que o personagem ficasse com o cachorro.

7:18 PM  
Blogger Ana Luisa Lima said...

Este comentário foi removido pelo autor.

7:53 PM  
Blogger Ana Luisa Lima said...

Minha vida tem sido me embebedar de filosofia e cerveja. E sentir ciúmes. Desses de roer as unhas até elas se parecerem com patas.

Sem homens que realmente sejam meus, senão, da boca para fora. Divertido mesmo é driblar carrocinhas. Qualquer dia me canso e me deixo pegar...

Porque a vida é isso mesmo: divertir-se como cachorro, sem medo de virar sabão...

Grande beijo,

7:54 PM  
Blogger Duda Bandit said...

Querida Helena,

eu tenho uma veneração enorme por cão de butiquim, cachorro de madrugada... me comparo tanto a eles, sofrendo e sendo feliz em minha liberdade... no mais, adorei seu blog. deixa o link aqui (ou manda para dudabandit@gmail.com) para colocar no "recomendo".... é que ele está salvo nos favoritos do PC do trabalho.
um beijo.

************************

Querida Nalu,

concordo contigo ipso literis... e
acho que filosofia e cerveja são grandes companheiras.
a possibilidade do sabão é o preço, é caro, por isso a gente tem que fazer valer a pena sempre.
beijos.

db

8:04 PM  
Anonymous Mahatma said...

cara aki passei por convite da helena... e assim cm ela o desejo amor c as palavras.. e deixa que as mulheres escolham as melhores... e viva a cerveja!

8:24 PM  
Anonymous Perséfone said...

Voltou...e isso é tudo.
Obrigada!

10:11 PM  
Blogger Paulo Bono said...

Caro, Bandit.
Queria eu escrever como você e o Droggo escrevem.
de fuder o texto.
grande abraço.

5:32 AM  
Blogger aigre-doux said...

O Marcos Rey... sempre fui a Lolita dele.

8:00 AM  
Blogger Paulo Bono said...

Caro, Bandit.
penso sim em publicar. um dia.
mas sem viadagem alguma, penso primeiro em adquirir um número seu.
abraço.

11:29 AM  
Blogger Duda Bandit said...

viva, Mahatma... viva!

Pérsefone, que bom também te ver aqui também... o que acha de me mandar um email ou deixar uma pista para te rastrear? beijos.

Paulo Bono, adoro suas malandragens literárias, cara...

Aigre-Doux, Marcos Rey foi bem feliz então...

4:05 PM  
Anonymous Perséfone said...

Acho um boa idéia!
Beijos.

8:14 AM  
Blogger Jorge Ferreira said...

rasgamortalha volta!

4:37 PM  
Anonymous célia said...

Bom encontrar novo post aqui e vc não leva o menor jeito para burocrata..rs é um legítimo outsider...rs, beijoss.

6:54 AM  
Blogger HanneBaby said...

Bandit,
Quando vim aqui hj vi dois textos novos... coisa boa! Mais dois pedacinhos da novela.
fiz um comentário breve no anterior, pq imaginei q vc não iria ler...
Deixando o blá blá blá de lado, gostei muito dos trechos do "H.H."
Além disso, tava com saudade de ler algo seu por aqui...
Abração, Duda, some não!

9:40 AM  
Blogger Duda Bandit said...

Perséfone,o Hades aproxima-se de meu mundo, basta copiar: dudabandit@gmail.com...

Jorge, saudades, hermano de caneta... sinto falta de seus textos, mas aprendi a ler os arquivos...

Célia, bem Hary Haller isso... beijos.

Hannebaby, motivo de tanta coisa, tenho uma saudade apertada e uma nostalgia tola de vc em lugares que nunca estivemos...

12:52 PM  
Anonymous kiko.ferraz said...

Andrews Ferraz

Legal o texto duda...eu ando assim tbm, bebendo cervejas em botecos, vagando e filosofando...queria ler mais desses textos, eu gosto de me indentificar com essas histórias de boemia!!

Parabéns duda, continue escrevendo dessa maneira!!!boa sorte!!!

1:43 PM  
Blogger Punky_Nanda said...

nossa
eu praticamente abandonei meu blog.. mas hj resolvi entrar e vi seu comentario! e eu realmente n falo mt, mas talvez n seja pq eu n queira. n gosto de ser mal interpretada e isso ocorre mt

8:25 PM  
Anonymous Marília Carolina said...

e assim é a vida de quem sabe viver. por que você sabe que tem quem não saiba.
adoro vir aqui e me deparar com as suas palavras, com o jeito que você faz do cotidiano algo diferente e até bom...
os dias que passam, vindo aqui eu consigo perceber que na verdade quem passa somos nós e que nunca há uma data em branco... nem mesmo pra quem está estirado e vegetando, preso a uma cama.
essa é a beleza da vida. respirar e sentir isso, sentir a dor e se dar conta dela.

Beijos.
;*

5:51 AM  
Blogger Sara said...

"passa sim, mas você não conhece aquela do Millor? “Átila também passava. E todos vocês sabem o que acontecia com a grama”. E tem mais, rolo compressor também passa, furacão, mas e o que sobra é suficiente, cara?".

Essa é a pergunta!!!Nunca é o suficiente, tudo que agrada tem que ter o "q" de violência e solidão, sem fim.Tal amargura é apenas o sentimento de "não realizado", não ter ido fundo pra ver a cara do desgosto e da desilusão, ou do "sentir-se completo", não provou o fim, ficou no meio termo e isso mata.A dúvida do que poderia ter sido mata.

4:01 PM  
Blogger transitorio said...

obrigada pelo que diz sobre os textos. o que eu pretendia era organizar uns sentimentos que guardava na última gaveta, mas fico bem feliz em saber que agradam.
passou ali pra me dar curiosidade, verdade? ;-) segui o link, claro. gostei muito, não vi o esnobismo, irei fuçar mais em casa com tempo, claro que fuçaria.
beijo

7:39 AM  
Anonymous Beta Paschoalinoto said...

Cara, adoro ler diferentes blogs entre tantas outras formas de trocar ideias e textos legais. Entre os tantos que j� vi aqui na internet, n�o consigo me lembrar como encontrei seu blog... Acho que algu�m me indicou... Mas � isso, ando desmemoriada! Eu gostaria de lembrar quem me indicou para poder agradecer. Porra, nunca um texto longo de internet que me causou tanto impacto!
Ainda ontem resolvi fazer um blogger para mim. S� publiquei um texto at� agora... Se voc� quiser dar uma molhada nas coisas que uma menininha de 14 anos pode publicar, d� uma passada em http:/teoriaescrota.blogspot.com

Desde j� aviso, sempre estarei passando por aqui. Embora eu n�o tenha manh�s b�badas de cerveja, tamb�m tenho manh�s b�badas de filosofia (ou pelo menos teoriazinhas escrotas) de uma adolescente. At� mais Duda, beijos.

11:44 AM  
Blogger Lidiane said...

Cara, adorei.

8:24 PM  
Anonymous Beta Paschoalinoto said...

Oh, não. O Marvin é bem diferente do robozinho do Mochileiro das galaxias. Ele não gosta de melancolia... Ou pelo menos sempre fez tal pose! haha.

Vou te lincar no meu também, ok?

Beijo.

12:18 PM  
Blogger transitorio said...

tr�s pontes. esqueceu da menor e mais simp�tica quando a noite chega. :)

3:38 PM  
Blogger Gustavo said...

pensei que duda fosse bandida, uma pena. sem crise, bandido, curti os troços q escreve.

4:19 PM  
Anonymous cris andrade said...

eita coisa boa de ler!! achei longo, mas compensou!

1º - o Dimo tomava Nescau gelado! - eca! tsc tsc
2º - algumas vezes me pego com o mesmo pensamento: "pensando q eu andava com esse tipo de gente"
3º - eu também n suporto gente parecida comigo...

divagações sobre o amor, cerveja, a noite, eita... q mistura!

bjos, meu lindo!

11:46 AM  
Blogger HanneBaby said...

Duda, pq vc some assim?
será q os nossos "horários virtuais" é q não estão batendo??
se me vir on, por ai, me chama...
Saudade das nossas conversas, sem saber vc me ajuda a saber de muita coisa, dentre estas, a saber de mim mesma.

Beijo, Cara.

11:00 AM  
Anonymous Graça Carpes said...

Gostei da trajetória matinal - risos.
Depois, essa de cachorro perdido...
:)

9:18 PM  
Blogger Brunella said...

De volta a seus belos escritos, foi bom encontrar a leveza de um Dimitri ao lado da intensidade de um Duda...
O centro de Vitória é sempre um belo cenário, não?!

=)

8:38 AM  
Blogger Sara said...

Iae, parou aqui? =P

9:27 AM  
Blogger transitorio said...

capítulos?rsrs
o problema de oferecer história é depois lidar com a cobrança...rs
hehehe...
aguardamos!
beijo

5:09 PM  
Blogger Sara said...

É sinal, tudo é um sinal.Acho que cobrança do tipo é positivo.

9:21 PM  
Anonymous Magnus said...

Cara...

Muito do caralho mesmo, senscional, ta na minha lista...

valeu e boas sortes ao duda

9:00 PM  
Blogger Duda Bandit said...

Hermanas (e alguns hermanos):

Marília, aquela música linda, "a dor e a delícia de ser o que é..."

Sara, sou bissexto, mas adoro ser cobrado.

Sofia, espere, enquanto isso passo no seu.

Lidiane, valeu, linda... beijos.

Gustavo, sou bandidão macho mesmo.

Cris, beijo e beijo.

Hannebaby, e nossos outros canais? aguardo.

Graça, os cães de rua são filósofos...

Brunella, é um belo cenário mesmo... eu adoro.

Magnus, brigadão, bicho... até!

3:39 PM  
Blogger Camila said...

gostei do jeito boemio como escreve! usa o lúdico e a verdade como armas, e nos confunde pois já não sei se é um personagem por completo ou se realmente é você... e não seria os dois? por isso é tão instigante de desvendar!

9:32 AM  
Blogger Camila said...

quero te conhecer!

4:49 PM  
Blogger Camila said...

Este comentário foi removido pelo autor.

4:49 PM  
Blogger Punky_Nanda said...

Ei agora q vi q escreveu no meu blog
eu abandonei isso
mas vou voltar...
é q n sei deixar ele legal!
mas eu n tenho orkut mais n ta!
bj

6:08 PM  
Blogger Camila said...

O eterno retorno da angustia é necessária e bem vinda. Não só sou paradoxal como também sou ambígua, porém quis negar minha condição por medo da loucura. Hoje vejo que loucos são os outros que vestem máscaras e não questionam sua existência medíocre.

8:00 PM  
Anonymous Anônimo said...

Demoro pra atualiza!
Muitas expectativas...pra ler o proximo post!

10:38 PM  
Blogger transitorio said...

Dimitri, Hibari, Hanna...hummm...tem alguém aí? hehe
Duda, passando para deixá-lo incomodado com tantas cobranças!rsrs
Beijo

5:17 PM  
Blogger transitorio said...

ei, duda, ficou chateado comigo, alguma coisa que eu falei e não peguei? (nao seria difícil, acontece sempre)...
bj

9:48 AM  
Anonymous Hibari said...

Saudade dos nossos papos transcendentes, Duda.

4:52 AM  
Blogger Jorge Ferreira said...

tava esperando essa volta a muito tempo!
viva!

9:39 PM  
Blogger Priscila Milanez said...

Muito bom mesmo. Mais uma leitora assídua de tuas letras.
Vou adicionar o link do teu blog no meu, ok?
até...

10:10 AM  
Anonymous Anônimo said...

Approve of Our Adverse Prices at www.Pharmashack.com, The Aggressive [b][url=http://www.pharmashack.com]Online Dispensary [/url][/b] To [url=http://www.pharmashack.com]Buy Viagra[/url] Online ! You Can also Clarify to Colossal Deals When You [url=http://www.pharmashack.com/en/item/cialis.html]Buy Cialis[/url] and When You You [url=http://www.pharmashack.com/en/item/levitra.html]Buy Levitra[/url] Online. We Also Keep up a Ginormous Generic [url=http://www.pharmashack.com/en/item/phentermine.html]Phentermine[/url] In invest in of Your Nutriment ! We Manumit up Pre-eminence accuse [url=http://www.pharmashack.com/en/item/viagra.html]Viagra[/url] and Also [url=http://www.pharmashack.com/en/item/generic_viagra.html]Generic Viagra[/url] !

11:35 PM  
Anonymous Anônimo said...

Infatuation casinos? exchange this advanced [url=http://www.realcazinoz.com]casino[/url] elapse and tergiversate online casino games like slots, blackjack, roulette, baccarat and more at www.realcazinoz.com .
you can also checkmate our untrained [url=http://freecasinogames2010.webs.com]casino[/url] orientate at http://freecasinogames2010.webs.com and be heiress to in evident tangled bread !
another late-model [url=http://www.ttittancasino.com]casino spiele[/url] connect is www.ttittancasino.com , in livelihood of of german gamblers, clear a cut in well-wishing online casino bonus.

1:10 AM  
Anonymous Anônimo said...

snag a substitute alternatively of all to delve into to this gratis of indictment [url=http://www.casinoapart.com]casino[/url] perk at the greatest [url=http://www.casinoapart.com]online casino[/url] criterion with 10's of … la station [url=http://www.casinoapart.com]online casinos[/url]. declaration oneself to [url=http://www.casinoapart.com/articles/play-roulette.html]roulette[/url], [url=http://www.casinoapart.com/articles/play-slots.html]slots[/url] and [url=http://www.casinoapart.com/articles/play-baccarat.html]baccarat[/url] at this [url=http://www.casinoapart.com/articles/no-deposit-casinos.html]no lessen unbelievable casino[/url] , www.casinoapart.com
the finest [url=http://de.casinoapart.com]casino[/url] with a sifting UK, german and all to the world. so in search the treatment of the choicest [url=http://es.casinoapart.com]casino en linea[/url] discontinuation up on up on up on us now.

6:11 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home